sábado, 12 de dezembro de 2009

Médico é preso com medicamentos falsos em Santa Cruz do Capibaribe


Polícia acredita que ele realizava abortos na clínica; também foram apreendidas mais de três mil caixas de medicamentos falsos, roubados ou contrabandeados na cidade

Da Redação do pe360graus.com

A operação da Polícia Federal e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) continua no interior de Pernambuco. No município de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado, um médico foi preso suspeito de realizar abortos. Mais de três mil caixas de medicamentos falsos, roubados ou contrabandeados, foram apreendidos.
A ação fiscalizou 15 estabelecimentos e três deles foram interditados. Três pessoas foram presas em flagrante, uma delas um médico, cujo nome não foi divulgado. No consultório dele foram encontrados anabolizantes falsos e comprimidos abortivos, além de equipamentos ginecológicos e para esterilizar equipamentos.
O chefe de inteligência da Anvisa, Adilson Bezerra (foto 6), diz que todos os indícios levam a crer que no local funcionava uma clínica de aborto. “Inclusive ele confessou a um dos fiscais, disse que ‘fazia caridade para as moças de Santa Cruz’”, contou. “Além disso, havia medicamentos falsificados e contrabandeados, o que representa um grande risco á saúde”.
Na última quarta-feira (9), foram apreendidos medicamentos falsos nos municípios de Jucati e Garanhuns, no Agreste do Estado, inclusive com a prisão do presidente da Câmara de Vereadores de Jucati, dono de uma farmácia na cidade. Em Garanhuns, duas pessoas foram presas. Em Caruaru, foi apreendida meia tonelada de medicamentos falsificados e oito pessoas foram presas na terça-feira (8).

0 comentários: